Luiz Lessa, do BASA, detalha resultado da instituição que teve lucro recorde, mas fez questão de dizer que o banco precisa ser mais moderno e vai investir R$ 500 milhões para ficar melhor

Luiz Lessa, presidente do BASA, junto com a Bancada do Norte.

(Brasília-DF, 07/05/2024) Na manhã desta terça-feira, 07, o Banco da Amazônia(BASA) realizou um café da manhã com membros da Bancada do Norte em um dos restaurantes do 10º andar do Anexo IV da Câmara dos Deputados, em que foi prestado contas do desempenho da instituição no primeiro trimestre de 2024. O evento foi comandado pelo diretor presidente da Instituição, com sede em Belém(PA), Luiz Lessa, que esteve acompanhado de boa parte da diretoria.

O Banco da Amazônia (BASA) divulgou o balanço referente ao ano de 2023. A instituição financeira teve lucro de R$ 1,345 bilhão, alta de 19,9% em comparação com o ano passado. O patrimônio líquido chegou a R$ 5,9 bilhões e o ROE (retorno sobre patrimônio) ficou em 25,1%. Isso foi destacado por Lessa, mas o ponto alto do encontro foi Lessa destacar que o banco está investindo R$ 500 milhões em uma profunda reformulação para deixar o banco mais moderno e presente na região da Amazônia.

Lessa disse que “todos conhecem as mazelas do banco”, afirmou aos deputados e deputadas da Bancada do Norte destacando que o banco até 2026 será outro e melhor.

Veja os pontos principais do documento que ele demonstrou aos congressistas: Apresentação Basa em 07052024.

Deixe um comentário

Luiz Lessa, do BASA, detalha resultado da instituição que teve lucro recorde, mas fez questão de dizer que o banco precisa ser mais moderno e vai investir R$ 500 milhões para ficar melhor