BASA tem como meta investir nos próximos dois anos R$ 500 milhões para tornar um banco mais presente na vida dos amazônidas, diz Luiz Lessa

Luiz Lessa promete um BASA mais ágil.

Presidente da maior instituição financeira que opera na Amazônia falou também que a atuação do banco será maior na região; iniciativa vai contar com um maior número de correspondentes bancários.

(Brasília-DF, 07/05/2024) O presidente do Banco da Amazônia (BASA), Luiz Lessa, afirmou nesta terça-feira, 7 de maio, que a instituição financeira dirigida por ele tem como meta investir nos próximos dois anos, até 2025, R$ 500 milhões para torná-lo um banco mais presente na vida dos amazônidas.

De acordo com Lessa, que preside a maior instituição financeira que opera na Amazônia, a atuação do banco será ainda maior na região em virtude de que o BASA está em fase de contratação de novos correspondentes bancários que irão levar o banco mais próximo de cada cidadão amazônida.

“Hoje eu falei de novidades, que nós estamos fazendo um processo intenso de investimento no banco, [onde] vão ser mais de 500 milhões investidos nos próximos ano e meio, dois, para melhorar os processos, diminuir a burocracia, ser mais ágil. [Vamos fazer um] investimento pesado em tecnologia, para que a gente possa fazer de forma muito mais eficaz e muito mais rápida aquilo que a gente [já] faz, que é apoiar o desenvolvimento da Amazônia com o crédito de fomento. Mas mais do que isso, [vamos] poder levar outros serviços bancários, outros produtos bancários para a população, então isso é importante, isso reforça a nossa relação junto a população, a sociedade, ao poder público”, comentou.

“Aqui, ainda, a gente trouxe algumas outras novidades que é, a gente está falando para esse ano de aumentar a nossa presença através de correspondentes bancários, a gente quer estar em todos os municípios levando o atendimento lá, isso não dá para fazer com agência, por que agência é um negócio muito caro, mas correspondente bancário e tecnologia, essas duas coisas combinadas, a gente vai conseguir fazer isso de forma muito célere e trazendo bastante resultado tanto para o banco quanto para a população”, completou.

Deixe um comentário

BASA tem como meta investir nos próximos dois anos R$ 500 milhões para tornar um banco mais presente na vida dos amazônidas, diz Luiz Lessa