Antaq autoriza afretamentos de cabotagem emergencial na região amazônica

Manaus (AM), 04.10.2023 –Vice-Presidente Geraldo Alckmin visita áreas atingidas pela forte estiagem na região de Catalão (AM). Foto: Cadu Gomes/VPR

Medida visa atenuar a grave situação de navegabilidade que atinge os rios da Amazônia em decorrência da mais grave seca dos últimos 40 anos

(Brasília-DF, 20/10/2023) Com o intuito de reduzir os impactos da estiagem na região amazônica no país, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) aprovou na última quarta-feira, 11, um despacho autorizando o afretamento de cabotagem de todos os tipos de carga na região amazônica.

O despacho, apresentado pelo diretor da instituição, Wilson Lima Filho, foi aprovado ad referendum (quando o procedimento não pode aguardar a reunião de diretoria, sendo analisado em um momento posterior). A iniciativa tem como objetivo agilizar a liberação para afretamento de embarcações menores que consigam navegar na região que está com profundidades reduzidas em função da mais grave estiagem que afeta a navegação nos rios da região.

A liberação, em caráter excepcional, será válida pelo prazo de 90 dias e busca amenizar os efeitos devastadores, ambientais e econômicos, para todo o território nacional devido a essa grave estiagem. Dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) mostram que a região amazônica enfrenta a pior seca nos últimos 40 anos.

(por Humberto Azevedo, especial para a Bancada do Norte, com informações do site Portos e navios)

Deixe um comentário